Rua Barão do Abiaí, 24, Centro, C. Grande/PB

Pesquisa revela que 53,8% dos campinenses deverá mudar forma de consumo após pandemia

O comércio de Campina Grande esteve fechado durante oitenta e dois como medida de prevenção contra o novo coronavírus. Durante esse período apenas as atividades consideradas essências puderam funcionar, porém, com algumas restrições.

Já na primeira semana de reabertura tem sido possível perceber a mudança no comportamento do consumidor, reforçando os dados da pesquisa realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL Campina Grande, que revelou que 53,8% dos consumidores campinenses deverá mudar a forma de consumo após a pandemia da Covid-19. Entre as principais mudanças apontadas está o uso do delivery, que deverá ser adotado por 54,5% dos consumidores.

Segundo o levantamento, 85,5% dos consumidores recorreram às compras online para adquirir algum produto. Para 81,1% dos entrevistados, a forma preferida para realizar compras online tem sido o smartphone, seguido pelo notebook (10,1%), outros meios eletrônicos (6,8%) e o computador desktop (2%).

Maioria dos campinenses já realizavam compras online antes da pandemia

As compras por meio digital não surgiram como novidade neste momento de pandemia para 80,7% dos consumidores. Entre os pontos que mais influenciaram a optação pelas compras online se destacam a possibilidade de receber em casa (59%), a conveniência (45%) e a possibilidade de comparar os preços (44,8%).

Porém, o custo do frete tem sido a maior queixa entre os consumidores entrevistados (54,5%), seguido pela impossibilidade de experimentar o produto (42,1%) e a dificuldade de efetuar a troca da mercadoria (39,3%).

70,9% dos consumidores afirmaram que dão preferência às empresas locais ao realizar compras online. No entanto, 58,6% disseram que as empresas locais não estão preparadas para atuar no comércio online.

Aplicativo de mensagem é o favorito entre os consumidores que compram online

Principal aplicativo de mensagem do país, o WhatsApp aparece como o preferido entre os consumidores que realizam compras online (39,9). Em segundo lugar estão os aplicativos próprios de vendas (25,2%) seguido pelos sites de e-commerce (18,9%).

Entre os principais produtos adquiridos através das compras online aparecem: alimentação (66%), seguido por móveis e eletro (44%) e acessórios (36,9%).

Delivery foi adotado pela maioria dos consumidores

81,4% dos consumidores afirmam ter utilizado em algum momento do isolamento social o serviço delivery. Para 60,7% uma das razões para a utilização do serviço é a comodidade de receber o produto onde esteja. Já 53,8% afirmaram que preferem optar pelo delivery para evitar o deslocamento até o local da compra. Porém, 43,3% apontam a demora no tempo de entrega e o despreparo das empresas (30,3%) como as principais dificuldades para continuar utilizando o serviço.

 

Campinenses mudaram hábitos alimentares durante a pandemia

62,1% dos campinenses afirmam que mudaram seus hábitos alimentares desde que a pandemia teve início, na segunda quinzena do mês de março. Os produtos alimentares mais consumidos nesse período foram: frutas e legumes (19,8%), comida balanceada (18,8 e fast food (17,8%).

Metodologia – Foram ouvidos 145 consumidores, homens e mulheres, moradores de Campina Grande e de cidades vizinhas. A pesquisa foi realizada através de questionário online enviado através de e-mail e aplicativos de mensagens. A coleta dos dados aconteceu de 01 a 15 de junho.

Observação: alguns gráficos não fecham em 100% por que se referem a perguntas com respostas múltiplas.

Deixe um comentário

Privacy Preferences
When you visit our website, it may store information through your browser from specific services, usually in form of cookies. Here you can change your privacy preferences. Please note that blocking some types of cookies may impact your experience on our website and the services we offer.